3 de outubro de 2009

Canção de Outono ... © Cecília Meireles



"Perdoa-me, folha seca,
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo,
e até do amor me perdi.

De que serviu tecer flores
pelas areias do chão,
se havia gente dormindo
sobre o próprio coração?


E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me, folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando áqueles
que não se levantarão...

Tu és a folha de outono
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
- a melhor parte de mim.
Certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão..."

© Cecília Meireles




Conheça a vida e obra de Cecília Meireles

*****

Muito prazer em estar aqui.

Nesta primeira postagem deixo meu abraço amigo,
desejando um lindo Outono a todos vocês!

Helô Spitali
A EternaApaixonada


4 comentários:

Véu de Maya disse...

A poesia é uma pérola da literatura...a de Cecília Meireles é uma preciosidade...lindíssimo este poema outonal da ilustre poetisa...fantástica a imagem de Helo Spitali...uma combinação perfeita...parabéns às professoras desta Escola...e que os estudantes aproveitem a sua beleza literária e poética ...Excelente postagem...

obrigado pela partilha...

terezinha bordignon disse...

Obrigada Ana.
Este ano o inverno foi muito longo, as manhãs ainda são um pouco frias, mas o verão está chegando de mansinho. Eu gosto muito do verão com seu dias longos, das frutas da estação, das roupas leves, dos sorvetes... O Natal no verão é uma delícia!

Beijos

EternaApaixonada disse...

Um lindo domingo e uma semana plena de alegria, energia e magia na realização dos trabalhos!

Beijos
Helô Spitali

LER MAIS E MELHOR disse...

Obrigada amiga Heloísa!
Contamos contigo!
Bj