17 de novembro de 2010

Literatura oral e tradicional




Se Baleisão fosse meu
Como eu tinha na vontade
Fazia de Beja aldeia
De Baleisão, cidade


Ó Baleisão, Baleisão,
Ó terra baleisoeira,
Eu hei-de ir pra lá morar,
Queira o teu pai ou não queira!
Queira o teu pai ou não queira,
Queira a tua mãe ou não,
Ó terra baleisoeira,
Ó Baleisão, Baleisão!


Em terra de Baleisão,
Morreu uma camponesa.
Só por querer ganhar o pão,
Para os filhos, que tristeza!





http://4.bp.blogspot.com/_Z_igQ4oeulA/S60E1gWevaI/AAAAAAAABd4/ocA7BpcPx9Y/s1600/expo+GC+Baleiz%C3%A3o.jpg

Sem comentários: